segunda-feira, 28 de novembro de 2016

sábado, 13 de agosto de 2016

Análises das Obsessões

Atendendo à classificação apresentada por Allan Kardec, em " O Livro dos Médiuns", Capítulo 23, examinemos a patologia das obsessões nos seus três aspectos, a saber: simples, por fascinação e por subjugação.

Obsessão Simples

O fundamento da vida é o Espírito, em torno de cuja realidade tudo gira e se manifesta.
O temperamento de toda criatura, ao lado das injunções que compõem o quadro de sua existência, é uma decorrência natural do somatório dos valores que transitam pelas  várias reencarnações, a transferirem-se de uma para outra etapa carnal.
Programado pelo Fatalismo da evolução para o progresso que o conduzirá à perfeição relativa, o Espírito cresce sob a claridade do amor, normalmente estimulado pelo aguilhão do sofrimento,que ele se propicia, em razão da rebeldia como da insatisfação que lhes são as relevantes excrescências do egoísmo. 
Trazendo em gérmen a divina presença donde se origina, adquire, através das experiências  que lhe apraz viver, os recursos para progredir, estacionar ou retardar o desenvolvimento das funções que lhes são inerentes e de que se não poderá eximir por mais que lhe agrade, caso derrape na alucinação comburente da desdita em que se fixe.
Quando não funcionem os estímulos para o progresso e deseje postergá-lo, imposições da própria Lei jungem-no ao processo de crescimento, mediante as expiações lenificadora que o depuram, cooperando para a eliminação das sedimentadas mazelas que o martirizam.
A aquisição da paz, por isso mesmo, é uma resultantes de lutas e esforços que o disciplinam, condicionando-lhe os hábitos salutares, através dos quais se harmoniza com a vida.
Nesse processo, como em outro qualquer, a mente é o espelho a refletir os estados íntimos, as conquistas logradas e as por conseguir.
Dínamo gerador de recursos psicofísicos, ao comando do Espírito que lhe utiliza da cerebração, nas paisagens mentais facilmente se expressão os estados múltiplos da personalidade, encadeando sucessos ou fracassos, que se exteriorizam  em forma  depressiva, ansiosas, traumáticas, neurastênicas e outras, dando gênese a enfermidades psíquicas de variada e complexa nomenclatura.
Em face desses detalhes mórbidos -- originados nas existências passadas por desrespeitos aos Soberanos Códigos da Vida
-- abrem-se largas brechas que facultam e estimulam as parasitoses espirituais, que degeneram em síndromas obsessivas, não raro prolongando-se até se converterem subjugações de curso irreversível.

a) Recepção da ideia perturbadora.

Vivendo num permanente... (continua)

terça-feira, 19 de julho de 2016

Continuação 4

Nas Fronteiras da Loucura

Neste livro procuramos examinar algumas técnicas obsessivas de Entidades perversas, que ainda se comprazem no mal, estimulando sentimentos e paixões inferiores, tanto quanto outros métodos e terapias desobsessivas ministrada  pelos Mentores Espirituais e demais abnegados prepostos de Jesus nesta batalha do bem contra o mal, da luz contra a treva.
  Desfilam, nas páginas que se irão ler, vidas e criaturas que se encontravam nas fronteiras da loucura e que foram amparadas, reconduzidas ao equilíbrio, quanto outras que se vitimaram oferecendo-nos preciosas lições que devem ser incorporadas ao cotidiano de cada um de nós.
Sobretudo, destacamos o esforço e a dedicação dos Mensageiros do bem e da paz, na faina infatigável de ajudar,  ensinando pelo exemplo a lição da fé viva e da caridade plena.
Guardando a esperança de que a sua leitura possa beneficiar alguém, Agradecemos ao Senhor de todos nós pela Sua caridade para conosco, tanto quanto aos Espíritos Amigos que nos facultaram o ensejo de estar ao seu lado, nos movimentos em que se dedicaram ao socorro e a misericórdia espiritual, movimentando-se através das fronteiras dos dois mundos de vibrações, para amainar a loucura que toma conta de muitos homens.
                         Manoel Filomeno de Miranda.
Salvador, 24 de Fevereiro ( Quarta feira de cinzas) de 1982.

Continua...em
Análise das Obsessões...

domingo, 17 de julho de 2016

Continuação 3

Nas Fronteiras das Loucuras

  Dando gêneses a enfermidades várias, inicialmente imaginárias, que recebe por via telepática, podem transformar-se em males orgânicos de consequências insuspeitadas, ao talante do agente perseguidor que induz a vítima que o hospeda, a situações lamentáveis.
 Comportamentos que se modificam, assumindo posições e atitudes estranhas, mórbidas exprimem constrições de mentes obsessoras sobre aqueles que se lhes submetem, mergulhando em fosso de sobras e de penoso trânsito...
  Há muito mais obsessão, grassando na Terra, do que se imagina e se crê.
  Mundo este que é de intercâmbio  mental, vivo e pulsante, cada ser sintoniza com outro equivalente, prevalecendo, por enquanto, os teores mais pesados de vibrações negativas, que perturbam gravemente a economia psíquica social e moral nos homens que nele habitam.
Não obstante, a vigilância do amor de Cristo Jesus atua de forma positiva, laborando com eficiência, a fim de que se modifiquem os dolorosos quadros da atualidade, dando surgimento de uma fase nova de saúde e paz.
   Nesse contexto, o espiritismo -- que é o mais eficaz e fácil tratado de Higiene Mental -- desempenha um relevante papel, qual seja o de prevenir o homem dos males que ele gera para si mesmo e lhe cumpre evitar, como facultando-lhes os recursos para superar a problemática obsessiva, ao mesmo tempo apoiando e enriquecendo os nobres profissionais e missionários da Psicologia, da Psiquiatria, da Psicanálise.
   Neste livro procuramos examinar...
continua 
         

sábado, 16 de julho de 2016

Continuação 2

Nas Fronteiras da Loucura.
São os sexólatras, os violentos, os exagerados, os dependentes de viciações de qualquer natureza, os pessimistas, os invejosos os amargurados, os suspeitosos incondicionais, os ciumentos, os obsidiados, que mais facilmente transpõem os limites da saúde mental.
   Não nos desejamos referir aqueles que são portadores de patogenias mais imperiosas em razão de enfermidades graves, da hereditariedade, de distúrbios glandulares e orgânicos, de traumas cranianos e de sequelas de inúmeras doenças outras... 
    Queremos deter-nos nas psicopatogeneses espirituais, sejam  as de naturezas emocional, pelas aptidões e impulsos que procedem das reencarnações transatas, de que os enfermos não se liberam, sejam pelos impositivos das obsessões infelizes produzidas por encarnados ou por Espíritos que já se despiram da indumentária carnal, permanecendo, no entanto, nos propósitos inferiores, a que se aferram. 
A obsessão é uma fronteia perigosa para a loucura irreversível.
Sutil e transparentes, a princípio, agrava-se, em razão da tendencia negativa com que agasalha o infrator dos Soberanos Códigos da Vida...

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Continuação 1

 Nas fronteiras da Loucura.
    Problemas de ordem emocional e psicológica, mais costumeiramente conduzem a estados de distonia psíquica, não produzindo maiores danos, quando não se deixa que se enraízem ou que constituam causa de demorado trauma.
 Vivendo-se numa sociedade em que as neuroses e as psicoses Campeiam desenfreadas, vitimando um número cada vez maior de homens indefesos, as balizas demarcatórias dos distúrbios mentais fazem-se
mais amplas.
 Há no entanto, além dos fatores que predispõem à dentre os quais situamos o carma do Espírito, nos quais se demoram incontáveis criaturas em plena fronteira, a obsessão espiritual, que as impulsionam a darem o passo adiante, arrojando-as no desfiladeiro da alienação de largo porte e de difícil recuperação...
continua.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Nas Fronteiras da Loucura/Divaldo P. Franco

É muito diáfana a linha divisória entre a sanidade e o desequilíbrio mental.
Transita-se de uma  para outro lado com relativa facilidade, sem que haja, inicialmente, uma mudança expressiva no comportamento da criatura.
Ligeira excitação, alguma ocorrência depressiva, uma ansiedade ou um momento de mágoa, a escassez de recursos financeiros, o impedimento social, a ausência de um trabalho digno entre muitos outros fatores, podem levar o homem a transferir-se para a outra faixa de saúde mental, alienando-se, temporariamente, e logo podendo retornar à posição regular, à de sanidade.
Obs: continuarei por etapas.  

domingo, 10 de abril de 2011

Cantare, Cantaras.

Aquele que não se emocionar com a canção e suas palavras, deve refletir a respeito. Urgentemente precisa iniciar sua reforma íntima. Beijos

sábado, 2 de abril de 2011

Sofia e Heitor

Hehehe fiz sozinha este vídeo no You Tube, a qualidade é ruim pois fiz pelo celular.

I Have A Dream

Para mim! eles foram os melhores e não teve ninguém qu os substituisse. Suas músicas me emocionam profundamente.

Chiquitita

terça-feira, 29 de março de 2011

Sandra de Sá

Um dia a gente aprende!

Ouça sem pressa.

Deixe o som envolver sua alma. Depois veja a beleza das palavras e imagens. Por fim eleve seus pensamento a Deus! e Agradeça sempre, por tudo.